Sobre

A Escola Profissional de Tecnologia Psicossocial do Porto (EPTPP) está situada na cidade do Porto e tem como instituição proprietária a Norte Vida – Associação para a Promoção da Saúde, instituição particular de solidariedade social (IPSS), sem fins lucrativos. A Norte Vida, nasceu em 1991 da iniciativa conjunta do Governo Civil do Porto e do Núcleo Distrital do Projeto VIDA, com os seguintes objetivos gerais: “apoio a jovens, à família, à integração social e comunitária, a promoção e proteção da saúde, nomeadamente através da prestação de cuidados de prevenção, tratamento, reabilitação e reinserção social na área da toxicodependência, a educação e a formação profissional dos cidadãos, a resolução dos problemas da população na área da ação social e outros compatíveis com os acima designados”. 

Na prossecução dos fins estatutários, os fundadores elegeram como áreas de atuação prioritárias a saúde e a educação. Criaram assim a Escola na cidade do Porto em 1992, iniciando um projeto de formação profissional para técnicos intermédios na 

área dos cuidados sociais e da saúde, com especial destaque para a intervenção em fenómenos da sociedade contemporânea, como sejam a toxicodependência, a delinquência, a pobreza, a marginalidade e a exclusão social que reclamam atenta intervenção. 

Atualmente, a EPTPP apresenta uma oferta educativa que contempla três cursos profissionais: Técnico de Apoio Psicossocial, Animador Sociocultural e Técnico Auxiliar de Saúde. Para além destes, importa referir que a EPTPP oferece um Curso de Educação e Formação tipo II – Agente em Geriatria. 

Desde a sua criação, a Escola, através dos seus responsáveis, procura interagir com as instituições do tecido social e empresarial locais, pelo que esse empenho se encontra traduzido nos parceiros da EPTPP, dos quais se destacam importantíssimos atores sociais do concelho e da Área Metropolitana do Porto. 

Quem somos

A Escola Profissional de Tecnologia Psicossocial do Porto foi criada em 1992, sob o patrocínio da Norte Vida– Associação Para a Promoção da Saúde, Instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos. 

Esta instituição nasceu em 1991 da iniciativa conjunta do Governo Civil do Porto e do Núcleo Distrital do Projecto VIDA, com os seguintes objectivos gerais: “apoio a jovens, à família, à integração social e comunitária, a promoção e protecção da saúde, nomeadamente através da prestação de cuidados de prevenção, tratamento, reabilitação e reinserção social na área da toxicodependência, a educação e a formação profissional dos cidadãos, a resolução dos problemas da população na área da acção social e outros compatíveis com os acima designados”. 

Na prossecução dos fins estatutários, os fundadores elegeram como áreas de actuação prioritárias a saúde e a educação, sendo esta Escola a corporização de um projecto de formação para técnicos intermédios na área dos cuidados sociais e da saúde, com especial destaque para a intervenção em fenómenos da sociedade contemporânea, como sejam a toxicodependência, a delinquência, a pobreza, a marginalidade e a exclusão social que reclamam atenta intervenção.

Missão

A Escola Profissional de Tecnologia Psicossocial do Porto tem como missão prestar serviços educativos de excelência aos seus alunos, qualificando-os para o exercício profissional e para o prosseguimento de estudos, no respeito absoluto pela sua individualidade.

Visão

“Pretendemos ser uma referência a nível nacional no ensino profissional na área dos cuidados sociais e de saúde em termos de ética, humanismo, qualidade, confiança, criatividade eexcelência”.

Os valores em que assenta a nossa cultura organizacional são os seguintes:

O Humanismo
Significa o reconhecimento da plena dignidade humana dos alunos e seus familiares e tem como corolário a compreensão da complexidade e relevância da sua história individual, familiar e social, bem como do seu devir no quadro das suas necessidades objectivas e subjectivas.

Excelência
Fornecer os melhores serviços educativos baseados no estado actual da arte e sustentados nos avanços científicos e tecnológicos, aderindo aos mais elevados padrões éticoeducativos e profissionais. Desenvolver relações com os nossos alunos e pais/encarregados de educação, baseadas na eficácia, integridade e confiança.

A Centralidade no Aluno
O aluno surge no centro do processo de ensino-aprendizagem sendo perspectivado como uma pessoa com características, interesses e ritmos diferenciados.

Procura incansável de resultados
Estamos determinados a atingir resultados ambiciosos e mensuráveis na concretização da nossa missão. Assim, continuaremos a perseguir com empenhamento os nossos objectivos finais, mesmo que encontremos dificuldades e constrangimentos ao longo do percurso. Acolhemos novas ideias com entusiasmo e temos orgulho nos resultados.

Rigor intelectual
Obrigamo-nos a ser críticos em relação a tudo o que fazemos, abordando cada assunto e decisão com rigor e de forma global, procurando sempre a melhor ideia ou solução. Reflectimos e aprendemos com a nossa experiência, de forma a melhorarmos o nosso desempenho futuro.

Responsabilidade e Espírito de Equipa
Damos o melhor de nós próprios e partilhamos a responsabilidade por atingir os melhores resultados possíveis na nossa área de actuação. Acreditamos que o esforço colectivo é a melhor forma de alcançar os nossos objectivos e potenciar o impacto da nossa acção na Comunidade.

Respeito e Humildade
Respeitamos os outros e as suas ideias e contamos com o seu contributo. Assumimos as limitações da nossa experiência e valorizamos outras perspectivas.

Objetivos:

  • Contribuir para a realização pessoal dos jovens, proporcionando, designadamente, a preparação adequada para a vida activa.
  • Proporcionar os mecanismos de aproximação entre a escola e o mundo do trabalho, nomeadamente a planificação, realização e avaliação de estágios.
  • Proporcionar uma formação integral e integrada dos jovens, qualificando-os para o exercício profissional e para o prosseguimento de estudos.
  • Prestar serviços educativos à comunidade na base de uma troca e enriquecimentos mútuos.
  • Analisar necessidades de formação locais e regionais e proporcionar as respostas educativas adequadas.
  • Contribuir para o desenvolvimento social, económico e cultural da comunidade.